Segunda, 04 Março 2019 22:19

Projeto E.S.T.R.E.L.A

 

Ricardo Lindemann

Diretor do Departamento de Estudos

 

 

       Iniciamos, em 20 de fevereiro de 2003, uma nova atividade na Sede Nacional, como um projeto piloto que, por ter apresentado ótimos resultados, bem poderia ser exemplo para o trabalho teosófico em todo o país. Trata-se do Projeto E.S.T.R.E.L.A. (Encontro Somente para Teósofos com Reflexão sobre Estudo de Leitura Antecipada), que, como o nome sugere, tem realizado reuniões conjuntas exclusivas para membros, todas as quintas-feiras das 20h00min às 21h00min, promovendo a confraternização entre os membros das diferentes Lojas, bem como valorizando o compromisso dos membros com a Sociedade Teosófica.

       A importância das reuniões para estudo em grupo nem sempre está clara para os membros da Sociedade Teosófica, por isso o Mestre K.H. enfatiza: “A não ser que você reúna pessoas e as organize de uma maneira ou outra, receio que, na prática, serei de pouca utilidade para você. Meu caro amigo, eu também tenho meus ‘proprietários’. Por razões que eles conhecem bem, eles vetaram a idéia de ensinar a indivíduos isoladamente.(...) Portanto, sentar-se com a sua senhora é totalmente inútil. Os magnetismos de vocês dois são demasiado semelhantes e não conseguirão nada” (Cartas dos Mahatmas para A.P.Sinnett. Brasília, Ed. Teosófica, 2001. v. 1. p. 86 ). “Uma associação de ‘afinidades’ de forças e polaridades magnéticas embora dessemelhantes, mas centralizadas em torno de uma idéia dominante, é necessária para o êxito de uma empresa em ciências ocultas. O que um só falha em executar, muitos combinados levarão a termo”(BEECHEY, K.A. MeditaçõesExcertos de Cartas dos Mestres de Sabedoria. Brasília, Ed. Teosófica, 2003. p. 111-112. -09/06). Portanto, estudar teosofia “em casa”, com aqueles que são confortavelmente semelhantes a nós, jamais será suficiente para um real aprofundamento na busca da Verdade.

       Deve-se enfatizar também o aspecto kármico deste tipo de grupo para estudos esotéricos, como lembra o Mestre K.H.: “Nenhum de vós deve ser cego a ponto de supor que seja esta a primeira vez que entra em contato com a Teosofia. Seguramente percebereis que isso equivaleria a dizer que os efeitos advêm sem causas. Sabei, pois, que de cada um de vós depende o lutar daqui por diante pela aquisição da Sabedoria espiritual nesta e na próxima encarnação, quer sozinho, quer em companhia de vossos atuais co-associados, e grandemente ajudados sereis pela simpatia e aspirações mútuas. Minhas bênçãos a todos que as merecerem. (...) As linhas convergentes de vosso karma vos trouxeram a todos e a cada um para esta Sociedade, que é como que um foco comum, a fim de que possais, cada qual de vós, auxiliar a elaborar os resultados das iniciativas interrompidas em vossa existência anterior. Somente o progresso do indivíduo no estudo do conhecimento Arcano, a partir de seus elementos rudimentares, o conduz, gradualmente, a compreender nossos propósitos. Só assim, e não de outro modo, esse estudo, fortalecendo e refinando os misteriosos elos de simpatia entre homens inteligentes – fragmentos temporariamente isolados da Alma universal ou da própria Alma cósmica – os integra na harmonia total”-Ibidem, p. 119-122. (21/06, 22/06, 23/06).

       Além disso, a importância desse estudo também é enfatizada na obra Ocultismo Prático de H.P.Blavatsky: “Antes que seja permitido ao discípulo o estudo ‘face a face’ (com o seu Eu Superior ou com o seu guru), ele tem de adquirir noções preliminares na seleta companhia de outros up2sak2s(discípulos) laicos”;-(BLAVATSKY, H.P. Ocultismo Prático. Brasília, Ed. Teosófica, 2001.p. 121-122).e principalmente do estudo reflexivo: “Não leias em demasia. Se leres por dez minutos, reflete por outras tantas horas” (Ibidem, p. 21). .Obviamente, o objetivo deste tipo de estudo é principalmente despertar a intuição espiritual de buddhi, mais do que o mero intelecto, como lembra o Mestre K.H.: “Pode-se fazer trabalhar a mente com rapidez elétrica em alta excitação; Buddhi, porém, jamais. A calma deve sempre reinar em sua clara região. Aproveitai o melhor possível a presente oportunidade favorável de vos melhorardes intelectualmente e, ao mesmo tempo, desenvolverdes vossas intuições”.(BEECHEY, op. cit., p.158. -23/08, 24/08).Da mesma forma, afirma Sri Shankara no Viveka-Chudamani: “Saiba que a reflexão é cem vezes mais efetiva do que o simples ouvir e que a meditação é cem mil vezes superior à reflexão. Mas o nirvikalpa-samadhi é infinitamente superior à meditação” (SANKARA. Viveka-Chudamani. Brasília, Ed. Teosófica, 1992. p. 138. -af. 365).  Portanto, como afirma o Dr. Taimni, torna-se importante a leitura antecipada: “Os melhores resultados são obtidos quando o tema de qualquer reunião é notificado previamente, e todos os membros estudam, pensam sobre ele em casa e vêm preparados para contribuir com os seus pensamentos ou resolver suas dificuldades”. (TAIMNI, I.K., Dr. Princípios de Trabalho da Sociedade Teosófica. Brasília, Ed. Teosófica, 1994. p.110-111.)

       Por outro lado, sendo digno de nota o excelente trabalho do nosso Departamento de Divulgação, com a maior difusão em todo o mundo, que se tenha notícia, do Pensamento Teosófico por televisão, bem como a excelente divulgação de nossa Editora Teosófica por meio da Revista Sophia nas bancas de todo o Brasil, necessitamos mais do que nunca aperfeiçoar o trabalho de nossas Lojas para melhor atender àqueles que assim venham a nos procurar, dando valor à filiação e fazendo por merecer “a nova vida que podemos dar à Seção e o grande número de novos membros que virão como resultado de nossas atividades bem organizadas”  (Ibidem, p. 69).como também considera o Dr. Taimni. Para tal, entendemos que o mínimo que devemos fazer é organizar reuniões exclusivas para membros separadas das reuniões abertas para o público em geral, de modo que sejam realmente organizadas e dirigidas eficientemente para atender às respectivas necessidades de cada caso. Com intenção de suprir essa urgente necessidade de informação a respeito de cada um desses diferentes tipos de trabalho, estamos republicando a seguir dois editoriais antigos, porém ainda muito necessários na atualidade, que tratam respectivamente de cada tema.